TEMER LEVA VAIA E FICA APAVORADO !

domingo, 30 de abril de 2017

VÍDEO COMPROVA (ASSISTA) AÇÃO VIOLENTA E ARBITRÁRIA DA PM/RJ CONTRA MANIFESTAÇÃO PACÍFICA NA CINELÂNDIA


A MANIFESTAÇÃO CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA E DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA FOI DISSOLVIDA NO MELHOR ESTILO DO QUE FAZEM OS GOVERNOS AUTORITÁRIOS E REPRESSORES. 

É ASSIM NA RÚSSIA DE PUTIN, NA VENEZUELA DE MADURO E NO BRASIL DE MICHEL TEMER E PEZÃO.


Vídeo mostra momento em que bomba de gás lacrimogêneo é lançada contra palanque na Cinelândia

LULA AUMENTA VANTAGEM EM NOVA PESQUISA - JUIZ SÉRGIO MORO É O MAIOR CONCORRENTE


NUM SUPOSTO SEGUNDO TURNO, SÉRGIO MORO E MARINA SILVA ESTARIAM TECNICAMENTE EMPATADOS COM LULA. NOS CENÁRIOS DE PRIMEIRO TURNO, LULA VENCE TODOS OS CONCORRENTES.

PROVÁVEIS CANDIDATOS DO PSDB - AÉCIO NEVES E GERALDO ALCKMIN DESABARAM NAS INTENÇÕES DE VOTO APÓS SEREM CITADOS NA DELAÇÃO DA ODEBRECHT.

JOÃO DÓRIA PARECE SER CAPAZ DE SE SAIR MELHOR COMO CANDIDATO DOS TUCANOS.

DEPUTADO JAIR BOLSONARO CRESCEU, MAS NÃO VENCERIA LULA EM NENHUM DOS TURNOS DA ELEIÇÃO.

A PESQUISA É DO INSTITUTO VOX-POPULI


2
0
10
20
32
16-17 dez.2015
17-18 mar.2016
14-15 jul.2016
26-27 abr.2017
Lula
Bolsonaro
Marina
Aécio
Ciro
Temer
26-27 abr.2017

sábado, 29 de abril de 2017

GREVE GERAL NO BRASIL - HOUVE UMA EM 28 DE ABRIL, E NÃO ADIANTA O GOVERNO NEGAR


Carlos Melo 29/04/2017

Trazemos a matéria em LINK disponível, para que nossos leitores possam refletir sobre a abordagem do jornalista da FOLHA / UOL - Carlos Melo, sobre a GREVE GERAL de ontem - 28/04/2017. 
Quem quiser tomar conhecimento de uma visão equilibrada e justa sobre os referidos acontecimentos, não deve deixar de ler. 

O TEXTO

Pode-se ser favorável às reformas e, eventualmente, simpático ao governo, mas é necessário admitir o óbvio: nesta sexta-feira, o país parou. 

Por meio de sindicatos, os contrários às reformas acionaram os mecanismos que controlam e fizeram a paralisação que, de fato, teve feitio de Greve — que, se não foi Geral, tampouco foi localizada. 

Não há eufemismo possível: o país parou e mandou um recado claro: mudar o status quo não vai ser tão simples quanto o governo e o mercado querem crer.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

RENAN CALHEIROS ATACA REFORMAS DE MICHEL TEMER - QUANTAS ALMAS SALVARAM-SE DO PURGATÓRIO


A mim importa que ele está dizendo a mais pura VERDADE. Nem me importa se é por interesse, jogada política, tentativa de salvar a própria pele.

RENAN conhece TEMER como ninguém. Tanto quanto ele, só Eliseu Padilha e Eduardo Cunha.

RENAN sabe bem de privilégios e privilegiados, e sabe muito bem como acontecem as coisas dentro do cenário político. Sua palavra sobre a REFORMA TRABALHISTA, e sobre a REFORMA DA PREVIDÊNCIA, tem o PESO de quem conhece BEM a dimensão da MALDADE e dos interesses SUJOS e MESQUINHOS que NORTEIAM o GRUPO do qual ele fez parte até bem pouco tempo, e agora por diversas razões, pouco provável alguma delas NOBRE, procura se afastar.

Renan diz que a REFORMA TRABALHISTA é INJUSTA, e ela é INJUSTA, diz que ela TIRA DIREITOS E CONFISCA SALÁRIOS, e isso é o que ela faz de MAIS SÓRDIDO. 

Afirma que ela só interessa à BANCA, e isso também é um FATO.

Preste ou não preste, goste-se ou não dele, RENAN nesse momento é a voz de um MAU que se levanta contra as MALDADES. 

Espero sinceramente que no SENADO, de fato, essa ABERRAÇÃO das REFORMAS TRABALHISTA e da PREVIDÊNCIA sejam REJEITADAS, ou no mínimo, "melhorada" PARA O LADO DOS TRABALHADORES.

Servo / Conexão Servidor Público
 
Renan diz que reforma trabalhista não passa no Senado
BRASÍLIA - Em novas críticas à reforma trabalhista, o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), declarou que não é "da melhor tradição o presidente da República não falar aos trabalhadores no dia do 1º de maio". Renan considera que o texto não passará no Senado da forma como foi aprovado ontem na Câmara dos Deputados. 

"Não acredito que essa reforma saia da Câmara e chegue aqui, ao Senado Federal - reforma de ouvidos moucos -, sem consultar opiniões; reforma que só interessa à banca, ao sistema financeiro, rejeitada em peso e de cabo a rabo pela população; reforma tão malfeita, que chega a constranger e a coagir a base do próprio Governo. Por isso ela vai e volta, de recuo em recuo", declarou.


Renan avalia que a reforma é "injusta", porque retira direitos dos trabalhadores. "Ela rebaixa os salários, é sua consequência mais imediata e perversa. Ela pretende deixar o trabalhador sem defesa, condenado a aceitar acordos que reduzem a remuneração, suprimem reajustes e revogam garantias no emprego. Todos sabemos que a acordos forçados em plena recessão, com 13 milhões de desempregados e com o desemprego aumentando mês a mês, é pedir que se aceite a crueldade como caridade", criticou.


O peemedebista rebateu o argumento do governo de que a flexibilização das leis trabalhistas poderia aumentar a empregabilidade no País. "Esse discurso é usado para seduzir uma parcela da sociedade e garantir o avanço da retirada de direitos. Querem um Brasil para 70 ou 80 milhões de pessoas. Somos 200 milhões e não podemos simplesmente fazer de conta que não existem 120 ou 130 milhões de pessoas. Com essa reforma, elas podem voltar a ficar excluídas; são empurradas de volta para guetos onde padece a legião de 'ninguéns'", continuou.

Para Renan, a proposta vai aprofundar a desigualdade social. O líder do PMDB sugeriu que, ao invés de votarem a reforma trabalhista, os parlamentares deveriam apreciar projeto que põe fim aos salários acima do teto na administração pública, os chamados supersalários. A proposta foi aprovada no Senado no final do ano passado. "Reforma justa seria uma reforma que retirasse privilégios. E os há, senhoras e senhores, demais neste País, são privilégios inconcebíveis. Os supersalários pagos com dinheiro público são o exemplo mais ostensivo e ofensivo à cidadania no Brasil."

Fonte: MSN

sábado, 15 de abril de 2017

O POVO NAS RUAS - MILHARES PROTESTAM CONTRA O PRESIDENTE !

NOS ESTADOS UNIDOS - LIÇÃO DE CIDADANIA E CONSCIENTIZAÇÃO POLÍTICA.

Enquanto aqui no Brasil, um presidente que chegou ao poder aplicando uma rasteira na sua antecessora, é acusado de CORRUPÇÃO, e tem em seu governo OITO MINISTROS, igualmente acusados de crimes gravíssimos, continua fazendo e desfazendo, tratando de REFORMAS que são lesivas aos trabalhadores, servidores e ao Brasil, sem que o povo mova uma palha para lhe tirar do poder, nos EUA, o presidente por se negar a divulgar sua DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA, sofre duras críticas e vê milhares de cidadãos irem às ruas, se manifestar e exigir que ele seja transparente.

O movimento 'Marcha dos impostos' 

Mais de cem protestos em cidades de todo o país coincidindo com o dia em que tradicionalmente termina o prazo para a declaração de impostos nos EUA

WASHINGTON - Milhares de americanos saíram às ruas neste sábado, 15, em mais de cem protestos convocados em todo o país para exigir que o presidente Donald Trump divulgue suas declarações de imposto de renda, como fizeram os antecessores no cargo.

A maior manifestação até agora foi a da capital, Washington, que ocupou as ruas entre o Capitólio, sede do Congresso, e o monumento a Lincoln, mas também foram vistas centenas de pessoas nos protestos de Nova York, Los Angeles, Chicago, Seattle e Austin, sem graves incidentes registrados.

FONTE: ESTADÃO

O GOL MAIS CRIATIVO E UM DOS MAIS BELOS JÁ VISTOS - EM VÍDEO

CAMBALHOTA, CABEÇADA E BICICLETA



sexta-feira, 14 de abril de 2017

MICHEL TEMER E SEU GOVERNO TEM REPROVAÇÃO MONSTRO - PESQUISA REVELA !


PESQUISA Vox Populi/CUT: 

Aprovação de governo Temer cai para 5%

Reforma da Previdência é reprovada por 93% dos entrevistados por instituto

Pesquisa encomendada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) ao Instituto Vox Populi e divulgada nesta quinta-feira (13) mostra queda da aprovação de Michel Temer como presidente da República.

Segundo o levantamento, 65% dos brasileiros avaliam negativamente o desempenho de Temer, 5% consideraram positivo e 28% regular. Em dezembro do ano passado, os índices foram 55% negativo, 32% regular e 8% positivo. 

A pesquisa CUT-Vox Populi foi realizada entre os dias 6 e 10 de abril. Foram ouvidas 2 mil pessoas com mais de 16 anos em 118 municípios de áreas urbanas e rurais de todos os Estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior. A margem de erro é de 2,2%, estimada em um intervalo de confiança de 95%.
Em dezembro, reprovação de Temer era de 55%; agora, rejeição ao governo do PMDB é de 65%


No Nordeste, o desempenho de Temer como presidente continua em queda: 78% negativo, contra 4% positivo. O maior índice positivo (6%) que ele conquistou foi no Sudeste, onde tem 59% de negativo. No Sul, negativo (62%) e positivo (5%) e no Centro-Oeste-Norte, negativo (57%) e positivo (5%).

Maioria dos entrevistados reprova reforma da Previdência

Na mesma sondagem, o Vox Populi questionou os entrevistados sobre a reforma da Previdência que o governo federal vem tentando aprovar no Congresso Nacional. A proposta foi reprovada por 93% dos brasileiros ouvidos em todos os estados e no Distrito Federal, enquanto 5% se manifestaram favoráveis à reforma e 2% declararam-se indiferentes.

O maior percentual dos que discordam das medidas foi encontrado na região Sudeste (94%), seguidas das regiões Centro-Oeste/Norte (93%), Nordeste (92%) e Sul (91%).

Outras medidas de Temer que reprovadas pela população foram o congelamento dos gastos públicos, em especial de saúde e educação nos próximos 20 anos, reprovadas por 83% dos entrevistados; e a aprovação da ampliação da terceirização para todos os setores da economia, reprovada por 80% das pessoas ouvidas pelo Vox Populi.

terça-feira, 11 de abril de 2017

A LISTA DE FACHIN E JANOT - MINISTROS DE TEMER, SENADORES, DEPUTADOS, GOVERNADORES


Veja quem são os investigados Veja abaixo a lista dos investigados, conforme divulgado pelo "Estado".

MINISTROS DO GOVERNO TEMER

Ministro da Casa Civil Eliseu Lemos Padilha (PMDB-RS)

Ministro da Ciência e Tecnologia Gilberto Kassab (PSD)

Ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República Wellington Moreira Franco (PMDB)

Ministro da Cultura Roberto Freire (PPS)

Ministro das Cidades Bruno Cavalcanti de Araújo (PSDB-PE)

Ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes Ferreira (PSDB)

Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços Marcos Antônio Pereira (PRB)

Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Blairo Borges Maggi (PP)

Ministro de Estado da Integração Nacional, Helder Barbalho (PMDB)

SENADORES DA REPÚBLICA

Senador da República Romero Jucá Filho (PMDB-RR)

Senador Aécio Neves da Cunha (PSDB-MG)

Senador da República Renan Calheiros (PMDB-AL)

Senador da República Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)

Senador da República Paulo Rocha (PT-PA)

Senador Humberto Sérgio Costa Lima (PT-PE)

Senador da República Edison Lobão (PMDB-PA)

Senador da República Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Senador da República Jorge Viana (PT-AC)

Senadora da República Lidice da Mata (PSB-BA)

Senador da República José Agripino Maia (DEM-RN)

Senadora da República Marta Suplicy (PMDB-SP)

Senador da República Ciro Nogueira (PP-PI)

Senador da República Dalírio José Beber (PSDB-SC)

Senador da República Ivo Cassol

Senador da República Lindbergh Farias (PT-RJ)

Senadora da República Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

Senadora da República Kátia Regina de Abreu (PMDB-TO)

Senador da República Fernando Afonso Collor de Mello (PTC-AL)

Senador da República José Serra (PSDB-SP)

Senador da República Eduardo Braga (PMDB-AM)

Senador da República Omar Aziz (PSD-AM)

Senador da República Valdir Raupp

Senador da República Eunício Oliveira (PMDB-CE)

Senador da República Eduardo Amorim (PSDB-SE)

Senadora da República Maria do Carmo Alves (DEM-SE)

Senador da República Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)

Senador da República Ricardo Ferraço (PSDB-ES)

Senador da da República Antônio Anastasia (PSDB-MG)

DEPUTADOS

Deputado Federal Paulinho da Força (SD-SP)

Deputado Federal Marco Maia (PT-RS)

Deputado Federal Carlos Zarattini (PT-SP)

Deputado Federal Rodrigo Maia (DEM-RM), presidente da Câmara

Deputado federal João Carlos Bacelar (PR-BA)

Deputado federal Milton Monti (PR-SP)

Deputado Federal José Carlos Aleluia (DEM-BA)

Deputado Federal Daniel Almeida (PCdoB-BA)

Deputado Federal Mário Negromonte Jr. (PP-BA)

Deputado Federal Nelson Pellegrino (PT-BA)

Deputado Federal Jutahy Júnior (PSDB-BA)

Deputada Federal Maria do Rosário (PT-RS)

Deputado Federal Felipe Maia (DEM-RN)

Deputado Federal Ônix Lorenzoni (DEM-RS)

Deputado Federal Jarbas de Andrade Vasconcelos (PMDB-PE)

Deputado Federal Vicente “Vicentinho” Paulo da Silva (PT-SP)

Deputado Federal Arthur Oliveira Maia (PPS-BA)

Deputada Federal Yeda Crusius (PSDB-RS)

Deputado Federal Paulo Henrique Lustosa (PP-CE)

Deputado Federal José Reinaldo (PSB-MA), por fatos de quando era governador do Maranhão

Deputado Federal João Paulo Papa (PSDB-SP)

Deputado Federal Vander Loubet (PT-MS)

Deputado Federal Rodrigo Garcia (DEM-SP)

Deputado Federal Cacá Leão (PP-BA)

Deputado Federal Celso Russomano (PRB-SP)

Deputado Federal Dimas Fabiano Toledo (PP-MG)

Deputado Federal Pedro Paulo (PMDB-RJ)

Deputado federal Lúcio Vieira Lima (PDMB-BA)

Deputado Federal Paes Landim (PTB-PI)

Deputado Federal Daniel Vilela (PMDB-GO)

Deputado Federal Alfredo Nascimento (PR-AM)

Deputado Federal Zeca Dirceu (PT-SP)

Deputado Federal Betinho Gomes (PSDB-PE)

Deputado Federal Zeca do PT (PT-MS)

Deputado Federal Vicente Cândido (PT-SP)

Deputado Federal Júlio Lopes (PP-RJ)

Deputado Federal Fábio Faria (PSD-RN)

Deputado Federal Heráclito Fortes (PSB-PI)

Deputado Federal Beto Mansur (PRB-SP)

Deputado Federal Antônio Brito (PSD-BA)

Deputado Federal Décio Lima (PT-SC)

Deputado Federal Arlindo Chinaglia (PT-SP)

GOVERNADORES

Governador do Estado de Alagoas Renan Filho (PMDB)

Governador do Estado do Rio Grande do Norte Robinson Faria (PSD)

Governador do Estado do Acre Tião Viana (PT)

OUTROS E OUTRAS

Prefeita Municipal de Mossoró/RN Rosalba Ciarlini (PP), ex-governadora do Estado

Valdemar da Costa Neto (PR)

Luís Alberto Maguito Vilela, ex-Senador da República e Prefeito Municipal de Aparecida de Goiânia entre os anos de 2012 e 2014

Edvaldo Pereira de Brito, então candidato ao cargo de senador pela Bahia nas eleições 2010

Oswaldo Borges da Costa, ex-presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais/Codemig

Senador Antônio Anastasia (PSDB-MG)

Cândido Vaccarezza (ex-deputado federal PT)

Guido Mantega (ex-ministro)

César Maia (DEM), vereador e ex-prefeito do Rio de Janeiro e ex-deputado federal

Paulo Bernardo da Silva, então ministro de Estado

Eduardo Paes (PMDB), ex-prefeito do Rio de Janeiro

José Dirceu

Deputada Estadual em Santa Catarina Ana Paula Lima (PT-SC)

Márcio Toledo, arrecadador das campanhas da senadora Suplicy

Napoleão Bernardes, Prefeito Municipal de Blumenau/SC

João Carlos Gonçalves Ribeiro, que então era secretário de Planejamento do Estado de Rondônia

advogado Ulisses César Martins de Sousa, à época Procurador-Geral do Estado do Maranhão

Rodrigo de Holanda Menezes Jucá, então candidato a vice-governador de Roraima, filho de Romer Jucá

Paulo Vasconcelos, marqueteiro de Aécio

Eron Bezerra, marido da senadra Grazziotin

Moisés Pinto Gomes, marido da senadora Kátia Abreu, em nome de quem teria recebido os recursos – a38

Humberto Kasper

Marco Arildo Prates da Cunha

Vado da Famárcia, ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho

José Feliciano

JERRY ADRIANI É DIAGNOSTICADO COM CÂNCER - MÚSICA MAESTRO !

A MELHOR HOMENAGEM, E A MAIOR PRECE E APOIO QUE SE PODE DAR A UM ARTISTA, É TRAZER A IMAGEM, O SOM, O SENTIMENTO E A EMOÇÃO QUE ELE COLOCOU NA SUA ARTE.



*************************************

segunda-feira, 10 de abril de 2017

CIÊNCIA E TECNOLOGIA SEM PRESENTE E SEM FUTURO NO BRASIL DE MICHEL TEMER

NATURE 


MAIOR REVISTA DE CIÊNCIA DO MUNDO ATACA DURAMENTE GOVERNOS DO PMDB, ACUSANDO-O DE CAUSAR SÉRIO PREJUÍZO AO PAÍS NO CAMPO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO.

CORTE DE MAIS DE 50% DA VERBA DO MINISTÉRIO QUE CUIDA DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, QUE FOI FUNDIDO COM O MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES, COMPROMETE PESQUISA NACIONAL, AFASTA PESQUISADORES, AUMENTA DEPENDÊNCIA AOS PAÍSES ESTRANGEIROS E GOLPEIA O PRESENTE E O FUTURO DE TRABALHOS DE INOVAÇÃO E REGISTRO DE PATENTES EM NOSSO PAÍS.

LEIA AQUI O QUE SE DIZ SOBRE A ATUAÇÃO TRÁGICA DO GOVERNO TEMER NO CAMPO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA


Temer soterrou o Ministério da Ciência e agora ataca a ciência - 03/11 ...


domingo, 2 de abril de 2017

TEMER E MEIRELLES ESTÃO PERDIDOS, INCAPAZES TANTO DE FAZER QUANTO DE COMPREENDER


02/04/2017 

Nem a complacência interessada com que o poder econômico e a imprensa/TV tratam Michel Temer –conduta que serve proteção para um lado e ilusão para o outro– consegue escapar desta realidade deprimente: Temer e Henrique Meirelles estão aturdidos, perdidos no emaranhado de suas afirmações e logo recuos, incapazes tanto de fazer quanto de simplesmente compreender.

E a verdade daí decorrente é que, em dez meses, a situação do Brasil só se agravou, arrastando nesse despenhadeiro todos os não dotados de recursos fartos. Sob o domínio da incompetência e da perplexidade, o Brasil sufoca.

Em um só dia, o já estigmatizado 31 de março, as páginas iniciais nos sites dos principais jornais e do UOL davam, com diferentes níveis de exibição, estas informações: "Corte orçamentário atinge transporte, habitação e defesa". O governo superestimou as receitas, prática que dizia repelir, daí resultando um rombo de R$ 58,2 bilhões nas suas contas. Como remendo, já em março Meirelles achou necessário o corte de mais de R$ 42 bilhões nos investimentos do governo. Só as obras do PAC perderão mais de R$ 10 bilhões. Os investimentos do governo são, historicamente, o que ativa a economia. Logo, o corte é contrário à recuperação econômica.

Outra: "Contas públicas têm pior resultado para fevereiro em 16 anos", ou desde que começado esse registro em 2001. A despesa do governo no menor mês foi R$ 23,5 bilhões maior do que a receita.

Mais: "PIB recua 3,6% em 2016". É o país empobrecendo. Meirelles propalou, nos primeiros meses do governo Temer, que antes do fim do ano (2016) a recuperação econômica já estaria em curso. Com o corresponde resultado no PIB. As previsões vieram caindo em voz baixa. E o resultado real é o desastre noticiado.

Ainda: "Governo Temer é aprovado por 10%" (pesquisa CNI/Ibope, que em dezembro indicava 13%). Aquele número reflete o tamanho da legitimidade com que Michel Temer se põe a agravar as distorções da Previdência. E reduzir ainda mais o valor do trabalho, com a terceirização indiscriminada.

Para encurtar, por desnecessidade de mais: "Brasil tem 13,5 milhões sem emprego e a economia continua em retração". Esses milhões são o cálculo do IBGE para os que procuraram emprego. Incluídos os que desistiram de procurá-lo ou não chegaram a fazê-lo, há estimativas que vão a 20 milhões. Se "a economia continua em retração", a probabilidade de desemprego é crescente. E suas consequências, idem.

É o Brasil de Michel Temer em poucas linhas. O governante dos recuos empurrando o país para a calamidade.

Em tal situação, disseminar notícias precipitadas de êxitos governamentais é mais do que fantasiar incertezas. O governo não se entende com a economia e não é verdade que se entenda com o Congresso, a menos que sucessivos recuos não sejam apenas fal- ta de entendimento, de avaliação e competência. E de moralidade, com tantos símbolos da corrupção revigorados nos cargos ministeriais e palacianos recebidos de Michel Temer.

Na história brasileira, não há nada semelhante a esse governo que perde, em sua média, um figurão por mês, levado por acusação de improbidade (em um caso, por tê-la encontrado dentro do palácio presidencial).

Devastado pelos bandoleiros dos subornos, negociatas, desfalques, e estelionatos com nome de "sobras de campanha", este país agora está sofrendo a ameaça de ser destroçado por um governo de ineptos, protegido em troca de alguns retrocessos de legislação. 

janio de freitas
Colunista e membro do Conselho Editorial da Folha, é um dos mais importantes jornalistas brasileiros. Analisa as questões políticas e econômicas. Escreve aos domingos e quintas-feiras.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...